LOADING

Type to search

Afinal, o que é psicologia junguiana?

A psicologia junguiana, ou psicologia analítica como também é conhecida, é uma teoria que estuda a psique e foi desenvolvida por Carl Gustav Jung (1875-1961), com o objetivo de compreender as razões do sofrimento humano.

Segundo Jung, todos nascemos com uma essência, que precisará se desenvolver e se tornar consciente para atuar no mundo de uma forma adaptada e harmônica. No entanto, quando isso não acontece, o indivíduo se afasta de si próprio, criando doenças físicas ou psíquicas que geram conflitos e sofrimento.

Nessa abordagem, entende-se que a psique é constituída pela interação entre a consciência, o inconsciente pessoal e o inconsciente coletivo. A consciência é a parte da personalidade que temos mais contato e conhecimento. O inconsciente pessoal refere-se a camadas mais superficiais do inconsciente e é onde se encontra as experiências rejeitadas do ego, que foram reprimidas ou desconsideradas, como lembranças penosas e conflitos, por exemplo. É onde se encontra traços de nossa personalidade que nos desagrada e por isso rejeitamos. Já o inconsciente coletivo é o depósito de imagens primordiais, que nos remetem ao que há de mais primitivo no desenvolvimento da psique. Ou seja, esses conteúdos primordiais ativam padrões pré-formados de comportamento pessoal e determinam certos traços de personalidade inatos. Desse modo, a psicologia junguiana entende que cada ser humano é único, mas que todos estão conectados à experiência humana pelos arquétipos e inconsciente coletivo.

É importante destacar que vários conceitos da psicologia junguiana fazem parte do vocabulário do nosso dia-a-dia, como complexo, sincronicidade, arquétipos, persona, introversão e extroversão, sombra, inconsciente coletivo, embora nem todos tenham a conotação correta como proposta por Jung.

Outro diferencial dessa abordagem é o uso de recursos expressivos como arteterapia, e técnicas como imaginação ativa que explora conteúdos do inconsciente para trazê-los à consciência, sandplay ou caixa de areia, que consiste em uma caixa com areia em que o paciente pode manipular e colocar miniaturas, criando cenários dentro desse espaço livre e protegido, além da interpretação de sonhos, que são mensagens do nosso inconsciente, fundamentais para o autoconhecimento.

 

Para quem se destina?

A psicoterapia é indicada para pessoas que estejam se sentindo tristes, deprimidas ou ansiosas. Que apresentam dificuldades de relacionamento no trabalho, na família ou no relacionamento afetivo. Que se sentem angustiados ou indecisos, em algum momento de sua vida. Com raiva, agressividade ou com medo excessivo e que não compreende. Com sentimento de culpa ou em luto por alguma perda importante.

Também a psicoterapia é indicada a todos que estejam interessados (sem critérios ou queixas específicas), mas que desejam ser mais criativos, resolutivos, que queiram reconhecer aspectos internos que se encontram “adormecidos”, ou seja, que queiram se redescobrir, ampliando sua visão de mundo.

Infelizmente, temos em nossa cultura o hábito de esperar a patologia se instalar para depois procurar ajuda. É importante pensar em prevenção, antes que a situação chegue ao ponto insuportável. A psicoterapia pode te ajudar no autoconhecimento e a se tornar mais resiliente para enfrentar as situações do dia-a-dia.

 

Por que o nome Mente Intuitiva?

Hoje, vivemos num mundo com tantas solicitações externas, com necessidade de resolver tudo rapidamente, prazos e metas, que parece que vivemos no piloto automático, existindo somente para cumprir tarefas. Com isso, desenvolvemos dentro da nossa cabeça uma voz que nos cobra, exige, julga e critica e que nos deixa para baixo, sobrecarregados e desgastados física e emocionalmente.

No entanto, também existe dentro de nós uma voz interior, a voz do coração, a nossa intuição, que mostra a nossa verdadeira essência, aquilo que é melhor e mais coerente com o que realmente somos. Mas para ouvir a voz interior, é necessário parar um pouco de olhar para fora e começar a olhar para dentro de nós mesmos.

Nesse sentido, esse espaço foi criado e pensado para que você tenha um tempo para se ouvir, se acolher, entender quem realmente você é, e com isso começar a tornar sua mente mais intuitiva.

 

Qual o significado da árvore (símbolo da clínica)?

Podemos fazer uma analogia da árvore com a representação simbólica da nossa vida.

A árvore representa o símbolo sagrado da criação, da fecundidade e da imortalidade.

A partir da semente a vida nasce, o tronco se liga à terra e sua ascensão às alturas, os frutos geram novas sementes, fazendo com que se mantenha um equilíbrio entre o céu e a terra e a vida continue, num ciclo contínuo.

Da mesma forma, a árvore representa nossa vida e seus ciclos de renovação, pois nascemos, crescemos, desenvolvemos e aprendemos com as experiências da vida.

Assim como as árvores, precisamos ter raízes fortes e profundas, sejam elas familiares e/ou de autoconhecimento, para que possamos valorizar o aprendizado da vida transformando-a em sabedoria e que isso nos leve para um caminho de desenvolvimento e amadurecimento constante.